quarta-feira, 20 de agosto de 2008

O Poder do Evangelho


João 3

- O evangelho não tem barreiras de posições, qualquer posição é colocada pelo homem. (v:1-2).
- Um homem rico e, um dos principais da Sinagoga dos judeus tem o desejo de conhecer Jesus.
- Apesar de conhecer e obedecer aos princípios da lei, ele sai um pouco do julgo da lei e procura a verdade.
- Essa procura da verdade é a força motriz de muitas pessoas, algumas pessoas estão em lugares errados por isso, porque procuram o lugar certo.
- Eu tenho que gerar essa vontade de as pessoas conhecerem a verdade.

- O evangelho é a verdade de Deus e por isso deve ser pregado na sua íntegra. (v:3-5)
- temos a mania de pregar as coisas boas que a Bíblia nos ensina, e nos esquivamos das grandes verdades que a bíblia está ensinado para que eu seja um cidadão dos céus.
- Porque sempre vai haver aqueles que vem a Igreja pelas bênçãos. Na verdade boa parte da Igreja está aqui por isso.
- Eu preciso saber que o evangelho me confronta e que eu preciso ser confrontado por ele. ( você é um miserável e precisa ser restaurado).
- Jesus está fazendo isso com o Nicodemos. Apesar de ser um estudioso da lei, ele precisava do novo nascimento. Ele não precisava de um carro novo, de uma casa, ou de uma cesta básica, apesar de isso ser dever da Igreja ajudar, mas, ele precisava é de Jesus como Senhor e Salvador da sua vida!!

- Aceitar o Evangelho é aceitar todos os princípios do reino de Deus e renunciar os meus. (v:6-8).
- Para aqueles que não sabem a diferença do novo nascimento é simples: para entrar nesse mundo eu preciso ser concebido pelos meus pais, mas para entrar no reino dos céus é diferente e mais difícil, porque não envolve a vontade de outros, mas sim a minha: eu preciso aceitar ser concebido pelo Espírito Santo. Como? Através de um ato sincero e simples: me arrepender de todos os meus pecados ( renúncia do eu), e me desvencilhar deles e seguir á uma nova direção juntamente com Cristo.
- O Espírito de Deus vai me guiar em direção a Cristo. Isso pode ser doloroso, porque a linguagem aqui é enfática: como o vento, força invisível sopra onde quer, assim também aquele que aceita a Jesus, vai ser guiado por uma pessoa invisível. E estaremos sujeitos à sua vontade. (Nos ganhos, ilícitos, no meu namoro, etc...).

- As vezes, ao falarmos de Deus e com Deus, entenderemos que não sabemos nada em relação à Ele. ( v:10-15).
- Porque fomos criados por uma casca de ensinamentos que tentaram nos dizer o que era certo e o que era errado. E nesses ensinamentos, na maioria das vezes estavam embutidos a vontade humana, o saber humano e o seu querer.
- E Jesus está exatamente dizendo isso à Nicodemos. Deus é uma fonte inesgotável de saber.
- Por isso, muitas vezes não entendemos algumas coisas que estão acontecendo no mundo. Erupções, terremotos, tsunamis etc...
- Pelos olhos carnais, achamos que Deus está produzindo isso. Quando na verdade Deus está permitindo isso. O que é bem diferente.
- Por isso não entendemos a conversão de um assassino ao evangelho, Por isso olhamos com desconfiança quando um deles dizem ser um pregador do evangelho, enquanto o que dava sinais de conversão e até andava com aqueles que andavam com Deus não se converteu,tinha tudo pra ser um bom cristão e até queremos que esses se acheguem á casa de Deus.
- Nossa imaginação a respeito das coisas de Deus é muito pequena.
- Jesus dá uma dica de como as coisas no AT. Devem ser vistas. Exemplo da cobra no deserto levantada por Moisés. Um tipo de Cristo sendo levantado na Cruz. Coisas espirituais sendo ensinadas por meio de atitudes físicas. Coisas que o homem natural não consegue captar, por causa do pecado. Mas que será fundamental para a salvação do homem.

Pr. Fábio Ramos

Nenhum comentário: