terça-feira, 28 de outubro de 2008

Perfil do vocacionado:


João 3:22-

-Possui um ministério atraente, de impacto em seus seguidores. (22-23).
- Geralmente o homem ou mulher vocacionado não força essa situação, mas pelo fato de as pessoas reconhecerem Deus em sua vida, ele acaba atraindo-as para o seu ensinamento.
- Para que isso aconteça, faz-se necessário que o vocacionado tenha profunda intimidade, responsabilidade moral e acima de tudo designado por alguém maior que ele.
- Ao contrário do que muitos pensam, João não era um baderneiro que surgiu do nada dizendo ser aquele que prepararia o caminho do Senhor. Ele era reconhecido por um seguimento religioso na época (Essênios), por isso seu batismo e sua pregação alcançou credibilidade e apoio do povo e até mesmo de Cristo.

- Tem consciência da sua posição em relação ao ministério de outros. (26-28).
- João nos ensina a respeitar o ministério do próximo como sendo reconhecido por Deus.
- Quando perguntaram a respeito do ministério de Jesus, ele simplesmente responde: o homem não pode receber coisa alguma se do céu não for lhe dada...
- Temos a tendência de criticarmos e até desconsiderarmos outros ministérios, o que na verdade nos torna partidaristas e até nos leva ao erro de acharmos que temos o único ministério genuíno. Nos esquecendo que cristianismo não é seguimento é estilo de vida.

- Coloca-se em posição de servidão,ao ponto de não reter glória para si mesmo.(30).
- É natural com o passar dos anos de ministério, as pessoas enxergarem o líder, ou o Pastor como aquele que faz...
- E as vezes na verdade, somos colocados em posição de deuses. Deixando de entender que quem dá o crescimento, tanto pessoal, quanto ministerial é Deus.
- As vezes pensamos que quando saímos da posição de liderança, ou de uma certa Igreja ela vai acabar, quando na verdade ela segue com crentes fiéis e com os planos de Deus, somente para que nós entendamos que o agir é de Deus.
- Um grande exemplo disso está no livro de Josué capítulo 1. Moisés morre e o próprio Deus se encarrega de escolher o seu sucessor. Não foi preciso indicação de Moisés para quem tinha o melhor perfil, mas o próprio Deus se encarregou para levantar outro, dando fim á uma época de liderança do grande Moisés, mas,trazendo á tona um outro líder, com outro perfil, mas com o mesmo coração de servo que Moisés tinha.
- A única coisa que somos é servos. E a única coisa que não podemos mudar é de Senhor. A ele a glória. É necessário que ele cresça e eu diminua...

- É firmado, não em filosofias, achômetros e experiências e leis, mas, no ensinamento de Cristo e sua revelação pra vida. (32-36).
- João está afirmando que o ensinamento de Cristo é o que transforma a vida e dá salvação aqueles que crêem.
- Pois esses ensinamentos não são ensinamentos criados na terra e nem adquiridos de homens, mas, de alguém que veio do céu e sabe do que está falando.
- Nisso consiste a salvação do homem. Crer no Cristo e em sua palavra para a vida eterna. Pois tudo está em suas mãos.

Deus nos abençoe!!
Pr.Fábio Ramos

Nenhum comentário: