quinta-feira, 19 de março de 2009

O Ensino de Jesus Poder Para Destruir as Obras do Diabo.

Série: Mensagens no Evengelho de Marcos.
Marcos 1:21-28.

Introdução:


Ensinar é uma das grandes responsabilidades do homem. O ensino faz parte da nossa vida tanto quanto pensamos. Um pai sem mesmo perceber, mesmo que negativamente está passando informações para seus filhos. Lembro-me de uma história que ouvi nos tempos de seminário, onde um pai morreu de cirrose deixando dois filhos pequenos. Alguns anos se passaram e ambos cresceram. Um tornou-se um alcoólatra inveterado, e o outro tornou-se um advogado bem sucedido. Sabendo disso, um jornal da cidade foi entrevistar os dois e ao encontra-los perguntaram: o que fez com que você se tornasse o que é hoje? Ao que as respostas foram: o que você esperava? Com o pai que eu tive!!! Lições são passadas, positiva ou negativamente independente de qual estamos querendo passar às pessoas ao nosso redor.

Transição:


O Texto nos mostra Cristo indo à Cafarnaum, cidade estratégica para centralizar seu ministério devido esta ser a maior e mais populosa das cidades pesqueiras ao redor do mar da Galiléia. E ao chegar ali, a primeira atitude foi ensinar. Jesus era mestre no ensino. Por isso procurou uma sinagoga, principal lugar de culto do povo judeu após o cativeiro Babilônico. E nela continha apenas três elementos: oração, leitura da Palavra e explicação da mesma. Ali também geralmente era dirigida por leigos e não por rabinos e mestres. Assim, quando mestres visitantes chegavam ali, logo eram convidados para ensinar. Isso foi uma porta aberta pra Jesus. Sendo assim, o que aprendemos com essa passagem. O que Jesus nos deixa como exemplo para uma vida cristã sólida?

I) Toda prática do ensino das Escrituras tem a ver com a própria vida como exemplo. (21-22).


- Com certeza você já ouviu a célebre frase muito usada no meio cristão: não se prega aquilo que não se vive!!
- Apesar de ser usada de forma inadequada, e muitas vezes como motivo de não permitir que a Palavra de Deus entre no coração, essa verdade precisa ser analisada.
- Pois essa indagação teve seu início já no período dos escribas, que eram os especialistas da lei. Eles antecederam os rabinos e foram os professores da lei do Senhor.
- No entanto eles acabaram distorcendo as escrituras sagradas, torcendo a verdade de Deus transformando-a em regras humanas e vazias.
- A religião Judaica tornou-se um pesado legalismo.
- Portanto, entendemos porque a multidão se encantava com o ensino de Cristo. Este era cheio de autoridade e verdadeiro. Um ensino que trazia vida em um terreno estéril. Não firmado em banalidades, mas cheio de ensinos importantes a cerca da vida, da morte e da eternidade.
- Ele falava a verdade, diferente dos ensinos evasivos dos escribas. (Mt 5:21s).
- Ele falava com autoridade porque seu ensino era a emanação da vontade do coração e da mente do Pai Celestial. Portanto era a sua também.
- Pois ele vivia a sua mensagem dia após dia.
- Se queremos trazer a mensagem de Cristo para essa geração precisamos entender que nossa mensagem é fruto daquilo que vivemos. Nunca conseguiremos passar adiante aquilo que não aplicamos a nossa própria vida.
- Só conseguiremos passar aquilo que realmente somos e vivemos.
- Assim como aquele pastor que ao pregar usava exemplos de santidade e verdade, mas que em casa era um bruto e injusto. Ao que seu filho ouvindo sua mensagem perguntou à sua mãe: mamãe.... podemos nos mudar para a Igreja?
- Só poderemos construir e mudar a vida das pessoas através do Espírito Santo se nossa vida for uma carta aberta para ser lida e aprendida à todos.

II) A possessão demoníaca é um fato inegável até mesmo na casa de Deus. (23-24).

- Muitas pessoas negam a realidade da possessão demoníaca. Dizendo não ser possível.
- Em alguns casos as pessoas são dadas como insanas mentalmente e são internadas em clínicas psiquiátricas, sendo abandonadas por famílias que não conhecem o poder do inimigo em tomar a personalidade humana.
- Por outro lado existem aquelas que sem entendimento agem de forma contrária a essas.
- Afirmando que tudo é o diabo. Não identificando doenças ou traumas psicológicos perturbadores, dedicam a causa como sendo demoníaca. Isso é um erro.
- As pessoas brincam com coisas espirituais. Muitas pessoas freqüentam centros espíritas, umbanda, terreiros e assim por diante, sem saber que estão dando legalidades à espíritos imundos e cruéis que tornaram não só a vida daquela pessoa um inferno, mas, das suas famílias também, pois, sem saber estão sofrendo pela falta de conhecimento de alguém da família. Em alguns casos estão possessas por vários espíritos malignos.
- É assim que muitas vezes as pessoas chegam nas Igrejas, carregadas de opressão demoníaca sem saber a origem. E em muitos casos os próprios líderes não conseguem identificar a raiz do mal da pessoa.
- Esse foi o caso desse homem na sinagoga de Cafarnaum. Estava cultuando possesso e as autoridades não sabiam.
- Geralmente entendemos que esses espíritos entram no meio da Igreja e trabalham sem trégua para levar o homem à pecar, induzindo-os ao erro.
- Até que Jesus decide passar e destruir as obras do diabo. Aquele freqüentador disfarçado da sinagoga misturado no meio da congregação estava possuído pelo demônio, mas na presença de Jesus, aquela simbiose do profano com o religioso se rompeu e manifestou-se para a libertação daquele homem.
- Jesus é a resposta para a opressão de muitas pessoas que ainda freqüentam as nossas Igrejas.
- Que possamos orar e pedir que o nosso Deus nos dê discernimento e sabedoria para desmascarar esses espíritos imundos que infiltram-se em nossas Igrejas causando mau, não só para aquele que está possuído, mas também aqueles que sofrem pelas intrigas que o diabo quer trazer no meio do povo de Deus.

III) Diferente de muitas pessoas cegas espiritualmente em nossos dias, o diabo conhece e sabe bem quem é Jesus e quando ele está presente. (24).

- O próprio espírito maligno que expressou: Bem sei quem és...
- O espanto do povo a respeito dos ensinos de Jesus e sua autoridade não atingiu o demônio que estava alojado naquele homem. Ele conhecia bem quem era Jesus. Afinal Jesus é conhecido tanto no céu quanto na terra e inferno (At 19:15).
- Ele não apenas sabia quem era Jesus mas também sabia porque Jesus estava ali. Eles sabem até hoje que a vinda de Cristo foi o início do destronar de toda ordem espiritual maligna, quebrando seu poder sobre a humanidade.
- Um dia Jesus cumprirá tudo o que já está determinado nas escrituras sagradas: ele os lançará no lago de fogo (Mt 25:41). A vinda de Jesus dos céus... como foi declarado pelo próprio demônio... (vieste para destruir-nos?) é a declaração mais forte de que o diabo sabe que Jesus é a solução para vidas que estão aprisionadas espiritualmente.
- Em tempos de falta de entendimento, é natural que espíritos imundos estejam cirandando na casa de muita gente sem que estes tem o discernimento de que esses espíritos só temem uma coisa: a presença de Jesus. E que se buscarmos a Jesus e vivermos na sua direção o inimigo não se atreverá a tocar-nos.

IV) Jesus não aceita e nem busca declarações ou testemunho de demônios. (25).

- Vemos que o espírito imundo ao declarar a verdade diante de Cristo é repreendido imediatamente.
- Jesus não precisa da declaração de um mentiroso.
- Muito me espanta quando vemos líderes conversando com espíritos imundos e mentirosos a respeito do que eles estavam querendo fazer na vida de determinadas pessoas para que essas seja salvas e venham a converter-se à Cristo.
- Entendo que muitas vezes é necessário um questionamento para que sejam encontrados objetos sacrificados, obras feitas e até mesmo presentes que pessoas recebem de gente mal intencionada e invejosa sem saber.
- No entanto, entendo que para a salvação de vidas, Jesus não precisa da declaração de demônios a respeito da sua pessoa.
- Ele desceu do céu e selou seu ministério afirmando ser o Filho de Deus,o Messias esperado. E a maior declaração que Cristo poderia ter foi dita pelo próprio Pai no dia do seu batismo: este é meu filho amado em quem tenho prazer...
- Essa autoridade tem se espalhado por essa terra e encontrado corações sedentos pela verdade e onde ela se instala gera vida para aqueles que por ela tem sido impactada. Pois sua autoridade não vem de homens, mas foi dada pelo próprio Deus tanto nos céus,quanto na terra, (Mt 28:18). E á essa autoridade não há descrença entre os demônios, eles crêem e tremem diante de Jesus...(Tg 2:19).
- Por isso não espere a declaração do diabo a respeito de Cristo para que você creia no seu poder e seja salvo, apenas entregue-se a Jesus e seja liberto de todas as prisões...

Conclusão:


Precisamos conhecer a Cristo e também amá-lo.O demônios conhecem a Cristo mas não o amam. Temem-no mas não o obedecem com prazer. Os mestres da lei tinham e tem a cabeça cheia de luz, o coração cheio de trevas. Por isso devemos levar nosso coração e nossa mente cativos ao Senhor,para que ele nos dê descernimento quanto a nossa vida, pregação e quanto a presença do maligno nessa terra. Nos ajudando a destrona-lo e identifica-lo quando este infiltrar-se no meio da congregação dos Santos.


Que Deus nos abençoe!!!


Pr. Fábio Ramos

IPR de Marília-SP

Nenhum comentário: