quinta-feira, 14 de abril de 2011

REAÇÕES DIANTE DE UM GRANDE PROBLEMA

Mensagem Pregada na IPR Central de Paraguaçu Paulista-SP
Mateus 14:13-21.
João 6:1-15.
Introdução:
-Como você reage a um grande problema?
-Algumas pessoas ficam paralisadas diante de um problema muito grande.
-Mas alguns veem os problemas como uma oportunidade de vencer os obstáculos e crescer na fé.
Transição:
O escritor e pastor Charles Barklay afirmou certa vez: A vida Cristã é um constante passar da presença dos homens à presença de Deus, e vice e versa.
-Pensando isso nessa semana, me peguei a meditar no texto em estudo nesta noite:
-Jesus está numa cruzada evangelística. As regiões da Galiléia estão sendo impactadas pelos ensinos e milagres de Jesus.
-E Jesus está sentindo a força do cansaço físico, não somente dele, mas dos discípulos também devido a pressão da necessidade da multidão .
-Ora, a galiléia era um lugar que não era difícil Jesus estar rodeado de grande multidão.
-Pois era uma região pequena de cerca de 80km de norte a sul e 40 de leste a oeste.
-E dentro dessa distância, havia cerca de 204 cidades e todas com cerca de 15.000 habitantes.
-E nesse momento Jesus sente a necessidade de um descanso, e por isso ele decide atravessar o mar para a outra banda (cerca de 6 Km de extensão).
-Enquanto eles atravessam o mar, tudo leva a crer 2 coisas: Ou o vento estava contrário ou não havia vento algum.
-Porque o texto nos afirma que quando eles chegam do outro lado, a multidão que eles haviam despedido, tinha caminhado cerca de 16 Km ao redor do mar e os esperava ansiosa para serem curados por Jesus do outro lado.
-Nesse momento Jesus começa a curar os seus enfermos, até o entardecer.
-Até o momento que seus discípulos o interpelam e dizem: Senhor, o lugar que estamos é deserto, o dia já se foi, o povo está com fome e nós não temos nada para darmos de comer a eles.
-Despede-os para que eles comprem em uma dessas aldeias comida para si.
-Jesus preocupado com aquela multidão disse: não é bom que eles vão assim, deem vós mesmos de comer a eles.
-Jesus operou um grande milagre naquele dia.
-Vamos dissecar hoje a noite esse grande milagre de Jesus e trazer preciosas lições para os nossos dias:
I)A reação dos discípulos me ensina que a incredulidade também pode atingir os discípulos de Jesus . (15).
-Jesus e os discípulos estão o dia inteiro junto a multidão ensinando e curando os enfermos.
-O dia está indo embora, as crianças já estão nervosas, a fome está batendo naquele deserto à beira da praia.
-Um rumor já está surgindo no meio da multidão: como vamos alimentar esse povo?
-Eu imagino uma comissão se reunindo e dizendo: vamos falar com Jesus, há muita gente aqui para darmos alimento a elas.
-É falado em 200 denários. 1 denário representava 1 dia de trabalho romano.
-Os discípulos estão dizendo: despeça a multidão.
-Na verdade o que os discípulos estão querendo dizer é: Senhor, deixe que eles mesmos, ou outra pessoa se ocupe dessa multidão.
-Nós não temos condições!
-Na verdade nós temos o hábito de transferir responsabilidades.
-Ora! Eu não tenho responsabilidade nenhuma sobre essa pessoa.
-Se ajudarmos vai nos faltar.
-E as vezes nós até mesmo somos temerosos as ordens de Deus.
-É Jesus quem está dizendo: Dai de comer a esse povo...
-Quando Jesus atua a provisão é generosa e justa irmão!!
-A visão dos discípulos que caminhavam com Jesus era que não havia recursos...eles não haviam entendido que Jesus estava ali com eles.
II)Com André aprendemos que Nós nunca saberemos o que Deus pode fazer, se não provermos os meios.
-André e Felipe é um contraste de fé.
-Felipe foi quem disse para Jesus, a situação do povo é desesperadora... não há nada que possamos fazer a não ser despedir a multidão!
-André, encontra um menino que está no meio da multidão, que está preparado. 5 pães e 2 peixes é o seu lanche.
-E com certeza diante daquela multidão toda, alguém mais tinha alguma coisa pra comer.
-Mas, somente aquele jovem tem a fé para ver o milagre acontecer.
-Aqui nós entendemos o porque as vezes um menino na fé consegue alcançar o que um veterano que esteve muitas vezes com Jesus não pode.
-Felipe viu Jesus fazer outros milagres, mas nem imaginou que o mestre poderia alimentar aquele povo.
-Afinal, eram 5000 homens fora mulheres e crianças.
-A sua mente pequena só conseguiu ver o mar de gente que estava a sua frente, e limitou o poder de Deus.
-Mas André; olha para os recursos nas mãos domenino, e depois de ser testemunha de tamanhos milagres que Jesus realizou a tarde inteira, ele com certeza tem fé o suficiente para ver outro maior.
-Eu fico imaginando alguém rindo: que garoto bobo, que Jesus vai fazer com 5 pães e 2 peixes?
-Mas foi aquela provisão do jovem que alimentou aquela multidão.
-Deus vai trazer provisão pra você... mesmo no pouco...
-Não se chateie... as vezes é assim que acontece...
III)Com Jesus nós aprendemos que as nossas reações diante dos recursos humanos não desesperam o Cristo vivo.
- Os recursos de Jesus são incalculáveis.
-Jesus pega os pães e faz a oração que todo judeu fazia e que era o prenuncio do que Deus faz todos os dias na terra: graças te dou pai porque fazes brotar pão da terra!!!
-Todos os dias milagres incalculáveis de Deus estão acontecendo ao nosso redor...porque a benção de Genesis 8:22 enquanto a terra durar, sementeira e sega, frio e calor, verão e inverno, dia e noite não cessarão.
-Os nossos recursos diante de algumas situações são limitados.
-Nos aterrorizamos com a possibilidade de faltar algo.
-Mas os recursos de Deus não são limitados...
-Jesus pergunta: o que vcs tem? 5 pães e 2 peixes... é o suficiente!
-5 pães de cevada- o alimento mais pobre entre os pobres, e 2 sardinhas em vinagre para conservar.
-Foi isso que Jesus usou como recurso para alimentar aquela multidão.
-E ali ele mostrou que não há razão para pessimismo desesperado.
-Porque os nossos recursos nas mãos de Deus se tornam mais que suficientes, eles transbordam.
-O texto diz que eles encheram 12 cestos, não esses que temos aí...cada judeu andava com uma bolsa em forma de garrafa, que alí eles mantinham seu alimento, devido as leis de purificação alimentar.
-São essas bolsas que eram também chamadas de cestos...e os discípulos 12 discípulos levantaram 12 cestos cheios desse recurso que para os discípulos parecia pouco.
-Os nossos recursos nas mãos de Deus se tornam muito.
-Como explicar isso?
-Não sei irmão...só sei que ele pode te satisfazer com fartura do pouco que você tem.
-Jesus sabe que o momento é de estafa total, não só dele (Jesus).
Conclusão: hoje eu quero orar com você que quer ver o milagre acontecer na sua vida... através dos pequenos recursos que você tem...
-Coloque diante de Deus hoje.
-E aguarde o grande agir de Deus.
Pr. Fábio Ramos
IPR Central de Paraguaçu Paulista-SP
OBS: As mensagens postadas aqui podem ser usadas desde que devidamente citada a fonte e o autor.

Nenhum comentário: